Temperatura do vinho – Parte 1

Quando você olha alguns rótulos ou as indicações na Vivino você deve notar um elemento que causa coceiras nos mais incrédulos quando o assunto é a temperatura ideal para cada vinho.

terry-vlisidis-0dhIwRsPV74-unsplash

Estava esses dias conversando com a uma amiga e ela disse que era frescura colocar o vinho na temperatura que estava no rótulo. Bom, miga, sua loka, não é.

Vinho é uma bebida viva e que depende de vários elementos para que ele chegue no ponto exato em que você pode degustá-lo em seu máximo potencial. Ele muda com o tempo, amadurece e muda tipo aquele ou aquela artista que você viu na Lagoa Azul e melhorou (ou piorou) com o tempo.

Essa mesma pessoa muda de acordo com o ambiente, não espere que Brooke Shields se comporte numa entrega do Oscar da mesma forma que ela se comportaria no Amnesia em Ibiza. Da mesma forma os vinhos mudam de acordo com o ambiente e de acordo com sua composição.

Esse é o primeiro de uma série de 3 artigos sobre as características do vinho frente à temperatura.

Vamos às características que devemos analisar no vinho quando o critério é temperatura.

Casta

Algumas uvas resultam em vinhos mais voláteis e com arma mais fáceis de perceber do que outros. Por exemplo, os Ponot Noir são mais voláteis que as Cabernet Sauvignon, por exemplo. Nesse sentido, os Borgonhas em geral são servidos mais frios que os vinhos Bordeaux.

Corpo

Já se perguntou o motivo de vinhos tintos serem servidos em temperaturas mais elevadas do que os brancos? Então, se você já se perguntou isso deve ter percebido que os tintos são servidos em temperaturas mais elevadas do que os brancos. Isso em geral é dado pelo Corpo do vinho. Como regra geral os vinhos brancos tem menos corpo, são mais leves do que os tintos. Vinhos encorpados são mais pesados, portanto, menos voláteis. Aromas são suscetíveis aos vapores, para mais vapores, precisamos de maior temperatura. Por esse motivo os vinhos mais encorpados precisam de maiores temperaturas do que vinhos de corpo mais leve.

Aroma

Quanto mais elevada for a temperatura, maior será a percepção dos aromas. Mais perceptível ao seu narizinho lindo pelas proximidades com as características do ar que respiramos. Então… Na medida em que o vinho vai subindo de temperatura, mais aromas você vai sentir. Daí é só jogar com a sua memória olfativa e ver com que características olfativas você consegue associar ao vinho do momento.

Doçura

Vinhos que prezam pela doçura, precisam de temperaturas mais altas para melhor percepção do dulçor nas papilas gustativas. Voltamos nas aulas de do ensino médio então cuidado. Quanto mais baixa a temperatura, menor a percepção das papilas, então você precisa observar a quê o vinho se propõe. Daí, pode brincar com a temperatura dele.

Tanicidade

Ahhh a tanicidade… é um dos elementos mais marcantes na degustação de um vinho e, em especial, dos tintos. Ela é responsável pela sensação de secura no fundo da boca. A sensação de que passaram uma lixa ou uma camada de veludo nas suas papilas gustativas na metade mais inferior da língua. É nessa região em que os taninos mais atuam. O Tanino é um elemento que está presente nas cascas das uvas, muito evidente nos vinhos tintos. Sabe aquela marca de 16ºC a 18ºC que aparecem em algumas garrafas de vinho? Então a tendência é que quanto mais perto dos 18ºC talvez perceba mais os taninos. Se estiver próximo dos 16ºC, talvez perceba mais a acidez da uva, a sensação de água na boca. Fato é que taninos e acidez se comportando controlando um ao outro de forma a manter o equilíbrio do vinho.

E você, qual elemento mais chamou a sua atenção?

Não se esqueça que se estiver lendo esse texto do Brasil você pode fazer parte da minha lista exclusiva de descontos nos vinhos.



Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s